Abra sua empresa hoje mesmo conosco! Entre em contato! +55 (11) 4901-4316|contato@oliveiraefonseca.com.br

BNDES – Para que serve e como funciona o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social?

/, Contabilidade, Empresarial/BNDES – Para que serve e como funciona o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social?

BNDES – Para que serve e como funciona o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social?

O BNDES é uma instituição federal, gerida pelo governo que visa fomentar o desenvolvimento nacional, subsidiando e auxiliando empresas através de financiamento bancário e facilitações fiscais, em especial a novas empresas, independentemente do porte ou segmento de mercado.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é um banco público criado com o intuito de atuar predominantemente possibilitando o financiamento de empresas, principalmente as que estejam surgindo, por meio de linhas de crédito para os mais diversos segmentos empresariais, que através de sua atuação alavanquem o desenvolvimento e beneficiem a sociedade em que estejam inseridos.

Apesar de ser um nome amplamente divulgado e altamente reconhecido pelo empresariado nacional ele é pouco utilizado devido à falta de conhecimento de quais maneiras o BNDES poderia de fato auxiliá-los. Em suma, grande parte das empresas resumem a atuação do banco ao financiamento de maquinários, o que de fato é uma definição simplista quando conhecemos todas as possibilidades de soluções oferecidas. Veja abaixo os principais benefícios oferecidos e qual deles melhor se encaixa a sua empresa:

– BNDES Finame (realizado de forma indireta através de instituições financeiras credenciadas junto ao BNDES, este financiamento é especifico para aquisição de máquinas e equipamentos, desde que constantes numa lista previamente credenciada, podendo inclusive ser utilizada também pelas empresas que produzem e comercializam tais produtos);

– BNDES Finame Agrícola (semelhante ao financiamento anterior, porém restrito a máquinas e equipamentos agropecuários, contanto que estes equipamentos sejam fabricados no Brasil, sejam novos e sejam destinados ao agronegócio);

– BNDES Finame Leasing (direcionado a aquisição de máquinas, equipamentos e soluções de automação voltados para o arrendamento de mercado, possui as mesmas regras do BNDES Finame, tendo sua variação no limite do valor permitido para o financiamento e prazo diferenciado de acordo com as características da aquisição);

– BNDES Automático (este financiamento é promovido através de bancos credenciados para importâncias que sejam iguais ou inferiores a 20 milhões de reais, sendo este inclusive o valor limite de financiamento a cada doze meses);

– BNDES Finem (semelhante ao BNDES Automático, tendo como diferencial trabalhar com operações superiores ao limite de 20 milhões de reais);

– BNDES Project Finance (este talvez seja o mais complexo dos financiamentos oferecidos junto ao BNDES uma vez que a linha de crédito cedida seja específica a determinadas atividades, e o financiamento seja submetido a uma análise de risco, que avalia o risco operacional do projeto e a possibilidade de o mesmo atingir o grau de sucesso pretendido. Outro ponto específico desta opção de financiamento é a exigência de que a estrutura de operação de crédito seja executada por uma sociedade de ações e a apresentação de garantias reais);

– Cartão BNDES (trata-se da linha de crédito mais popular e mais abrangente oferecida pelo banco, uma vez que com esse cartão é possível realizar além da aquisição de máquinas e equipamentos, a aquisição de insumos que possibilitem o desenvolvimento do negócio. Fornecendo as menores taxas de juros, o cartão conta com um crédito pré-aprovado de até 1 milhão de reais e tem interesse principal em atingir micro e pequenas empresas);

– BNDES Microcrédito (este produto específico fomenta empréstimos de baixo valor para microempresas dos mais diversos segmentos e níveis de formalização, possibilitando acesso a microempreendedores que não possuam um perfil adequado ou outro tipo de empecilho que dificulte o acesso a este tipo de produto em instituições financeiras privadas, entretanto este tipo de crédito é realizado de forma indireta, tendo seus prazos e juros estipulados pela instituição que intermediará o processo);

– BNDES Exim (visa incentivar a exportação de bens e serviços, podendo ser solicitado em diferentes momentos do processo de exportação e do segmento em que a empresa atue);

– BNDES Soluções Tecnológicas (este financiamento encerra a lista das principais linhas de crédito oferecidas pelo BNDES, sendo esta uma das opções mais diferenciadas por ter como intuito além do financiamento das soluções tecnológicas, a intenção de criar conexão entre quem produz e quem necessita do “produto” desenvolvido. Em suma, as soluções tecnológicas financiadas pelo BNDES são comumente oferecidas por institutos de tecnologia, universidades e empresas de tecnologia previamente credenciadas junto a instituição).

Após conhecermos as principais linhas de crédito, o entendimento sobre qual é a opção que melhor se encaixa ao perfil da sua empresa acaba ficando mais claro, porém vale ressaltar que dependendo do financiamento solicitado e posteriormente recebido junto ao BNDES, o mesmo poderá alterar de forma significativa os resultados de ganhos da empresa, mudando assim seu patamar, e neste caso a gestão contábil deverá estar presente e atuante para que não ocorram erros que inviabilizem o financiamento ou até mesmo resulte em uma tributação inesperada.

By |2019-05-21T20:08:38+00:00maio 21st, 2019|Assessoria, Contabilidade, Empresarial|0 Comments

Leave A Comment